Reconciliação marca vigésima viagem internacional do Papa, entre os dias 6 e 11 de setembro

Na quinta-feira (7), o papa Francisco encontrou-se com as autoridades locais da Colômbia, na Praça das Armas da Casa de Nariño. Depois fez visita de cortesia ao Presidente da Colômbia, na mesma casa; em seguida, visitou a catedral e encontrou-se com os bispos no Palácio Cardinalício; de tarde, o Papa esteve com a Comissão de Coordenação da Conselho Episcopal Latino-Americano e presidiu à Missa no Parque Simón Bolívar.

Francisco é o terceiro papa a visitar a Colômbia, depois do Papa Paulo VI, em 1968, e de São João Paulo II, em 1986.

Em mais 50 meses de pontificado, o Papa fez 19 viagens internacionais, nas quais visitou o Brasil, Jordânia, Israel, Palestina, Coreia do Sul, Turquia, Sri Lanka, Filipinas, Equador, Bolívia, Paraguai, Cuba e Estados Unidos da América, Quénia, Uganda, República Centro-Africana, México, Arménia, Polónia, Geórgia, Azerbaijão, Suécia, Egito e Portugal, bem como as cidades de Estrasburgo (França), onde passou pelo Parlamento Europeu e o Conselho da Europa, Tirana (Albânia), Sarajevo (Bósnia-Herzegovina) e Lesbos (Grécia).

Agência Ecclesia