Carta Aberta às Novas Gerações da Vida Religiosa Consagrada à Sociedade Brasileira

001 portoalegre 640

As alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos homens de hoje,

sobretudo dos pobres e de todos aqueles que sofrem, são também as alegrias e as esperanças,

as tristezas e as angústias dos discípulos de Cristo (Gaudium et Spes, 1).

Fiéis a nossa vocação de Consagrados (as) Jovens, reconhecemos na trajetória das Congregações Religiosas no RS e no Brasil seu comprometimento com o povo e as transformações sociais. Sentimos e presenciamos as angústias e as esperanças do povo, especialmente dos mais pobres, tendo em vista os espaços de missão.

Reunidos no III Seminário Novas Gerações da Vida Religiosa Consagrada/RS, em Porto Alegre, de 07 a 09 de outubro de 2016, nos manifestamos frente à realidade brasileira atual, denunciando os sinais que ameaçam a vida.

O neoliberalismo se impõe como modelo sociopolítico e econômico, quando absolutizado, aumenta o abismo entre ricos e pobres, e reduz o acesso aos direitos. Repudiamos veementemente as tentativas de cerceamento e retração das conquistas alcançadas por meio de duras lutas do povo. Exigimos que os mesmos sejam garantidos.

A sociedade brasileira está mergulhada numa crise moral e ética, evidenciada nos escândalos de corrupção. Apoiamos o avanço de investigações imparciais dos envolvidos. Repudiamos a cultura de oportunismo e descaso com o bem comum. Manifestamos nossa indignação diante do ataque à Democracia.

Posicionamo-nos contrariamente à atuação política e jurídica que aprova Emendas Constitucionais e Medidas Provisórias, votadas sem diálogo e consulta à população e às instituições. Esse modelo contrasta com o projeto de sociedade justa e igualitária.

O poder midiático, de forma sutil, manipula informações, dados e a própria história. Obscurece a verdade à população, negligenciando sua função social como concessão pública para serviços de rádio e televisão. Por isso, repudiamos a manipulação da opinião pública através da mídia.

Contestamos as formas de fundamentalismo que se manifestam hoje como força excludente. Essas expressões discriminam, dividem e matam a vida. Enquanto Vida Consagrada Jovem lutamos por um projeto de vida e de vida em abundância para todos os povos, através do respeito ao ser humano, independentemente de classe social, gênero, orientação sexual, etnia, credo e posicionamento político.

Posicionamo-nos a favor da justiça, da paz e do cuidado com o meio ambiente. Por isso, não podemos ser coniventes com o sistema que destrói e mata a criação.

Atentos aos sinais dos tempos, embasados nos valores do Evangelho, somamos forças na construção de um país social e economicamente justo, politicamente ético e ecologicamente sustentável. Através de uma consciência crítica da realidade, buscamos na força do povo e no protagonismo jovem vencer todos os sinais de morte que aqui denunciamos.

Porto Alegre-RS, 09 de outubro de 2016.

Participantes do III Seminário Novas Gerações da Vida Religiosa Consagrada/RS