“Quero acolher a realidade e adaptar-me a ela”, diz missionária enviada ao Haiti

haiti

Por Rosinha Martins|28.10.2015| A Igreja do Brasil, através da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e da CRB Nacional – Conferência dos religiosos do Brasil, enviou no último dia 27, mais uma missionária ao Haiti. Trata-se da Irmã Zenaide Laurentina Mayer, da Congregação das Irmãs Franciscanas de São José.

haiti grupoO envio se deu durante uma Celebração Eucarística, presidida pelo presidente da Comissão Missionária Nacional e Cooperação Intereclesial da CNBB (COMINA), dom Esmeraldo Barreto de Faria. "Reunidos nessa celebração, guardemos no coração essa importância da vivência da missão, esse chamado de Deus para nossa vida, para vivenciarmos esse Reino que é de Deus, que Jesus disse que é semelhante à semente e ao fermento. Cada pessoa é uma "semente de Deus e uma terra de Deus que acolhe a semente, e, ao mesmo tempo, a pessoa que semeia".

Se dirigindo à Irmã Zenaide, dom Esmeraldo acrescentou que "o povo espera essa semente, embora eles também a tenham e que a missionária é ao mesmo tempo semente e terreno. Que a senhora possa acolher toda semente de Deus que vem para sua vida e para o seu coração".

O bispo destacou, ainda, que "a evangelização não é um ato isolado, já lembrava Paulo VI na Evangelii Nuncianti, mas é um ato fundamentalmente eclesial. A senhora vai viver como Igreja, ser um sinal da Igreja aqui do Brasil que está em união com a senhora".

Participaram da Celebração, o presidente da CNBB, dom Sérgio da Rocha, dentre outros bispos, a presidente nacional da CRB, Irmã Maria Inês Vieira Ribeiro e assessores/as executivos/as, religiosas da Congregação que atuam em Nova Alvorada do Sul (MS), Rio Verde (GO), Curitiba (PR), Campo Grande (MS), Florianópolis (SC) e Presidente Getúlio (SC).